Como ter mais visitantes no meu site?

Como ter mais visitantes no meu site? Ou, por outras palavras, como funciona a Internet?

A maioria das pessoas que abre um estabelecimento sabe que, se escolher uma rua movimentada, assim que abrir a sua nova loja, clientes vão aparecer! Isso é certo. Porque as pessoas são curiosas por natureza. Aliás, aqueles que já abriram um estabelecimento sabem até mais: uma das primeiras coisas que se faz quando se iniciam as obras para um novo estabelecimento é… tapar as montras. Com papel pardo ou papel de jornal. Inclusive é costume ter-se o cuidado de não deixar frestas entre as folhas, porque as pessoas vão espreitar e querer perceber o que se passa dentro. É facto! Então, esconder para criar a expectativa faz parte do espírito da coisa. O Marketing trabalha muito isso, com os “teasers”, que consistem em dar pistas de alguma coisa nova que vai ser apresentada, apelando à curiosidade e à criação de expectativas.

Já o mundo online é diferente. Quando se lança um site, não se pode geralmente fazer esse apelo à curiosidade. Bem, pelo menos não para o comum dos mortais, que não tem propriamente verba para contratar uma super agência de marketing. Acredito que você que lê este artigo tem um website “comum”, digamos assim, que foi feito por si ou por um webdesigner, ou quando muito por uma pequena agência.

Possivelmente, você até já tem um negócio, como uma loja, um bar, um escritório. Você pensava que colocava um site no ar e os visitantes vinham. É frustrante ver que não é bem assim. Na net não há tal coisa como ruas movimentadas, por onde as pessoas passam, vêm o seu estabelecimento e então entram. Na internet, a melhor analogia não será essa.

Como funciona a Internet, afinal?

O seu site é como uma ilha. Imagine o seu site como uma ilhazinha minúscula num enorme oceano, que acabou de surgir do fundo do mar, e ninguém tem um mapa de como chegar à sua ilha. É por isso que se utiliza o termo “navegar” na net! Então, existem milhares de milhões de barcos nesse grande oceano. E em nenhum deles existem mapas ou GPS da sua ilha. Ao fim de alguns dias, os GPS – a que você pode chamar de Google, Bing, Duck DUck Go ou Ecosia – vão descobrir a sua ilha. Mas tudo o que eles vão fazer é anotar as coordenadas da sua ilha. Ou seja, vão saber onde está, e o que tem dentro. Mas, como em tudo na vida… As coisas não são assim tão simples. Sabendo que existem mais 23 milhões de outras ilhas que têm exactamente as mesmas coisas que a sua, mais coisa menos coisa, como é possível que os navegadores, nos seus barcos, visitem a sua ilha, e não uma das outras? Os potenciais visitantes da sua ilha pegam no seu GPS, que é o mesmo que dizer, abrem o seu google, escrevem aquilo que procuram e esperam uma resposta. No caso, você vende cadernos reciclados feitos artesanalmente, e está preparado para enviar para todos os países do mundo, sente que vão chover pedidos. Mas… Há mais 23 milhões de referências no google, lembra-se? E mesmo quando você escreve no Google “cadernos reciclados”, ainda assim há 2 250 000 outras referências. Não é fácil! Escreve então cadernos reciclados artesanais.2 860 000 resultados. Como assim, piorou? Assim é pesquisar no google. Não é tão simples como parece… Bem, você decide então experimentar escrever cadernos reciclados artesanais Portugal… Ainda assim: 1 180 000 resultados. Você nem entende como é sequer possível tal coisa! Bem, nem eu, para falar a verdade.

No final das contas: o seu site, a sua ilha é apenas mais uma gota de água num vasto oceano. Se escrever férias na praia, há 45 milhões de resultados. Como podia você imaginar que há 45 milhões de páginas que se referem ao termo férias na praia? A sua única solução é entender como funciona esse oceano, como diferenciar o seu website de todos os outros, a ponto de ele aparecer naquela primeira página mágica dos resultados de pesquisa para o que você tem par oferecer.

Por onde começo?

Para começar, é importante ter conteúdos. Há um expressão na Internet: o conteúdo é rei. Talvez não conheça. O conteúdo é aquilo que em última instância distingue todos os sites. O bom conteúdo é a massa de que são feitos os sites que têm visitas. Existe um bicho estranho, chamado “algoritmo de pesquisa” que é um programa que prepara os resultados que são apresentados para cada pesquisa que é feita, ordenando-os da forma que considere mis apropriada. A forma como esses resultados é obtida depende de mais de 120 factores. Poucas pessoas no mundo sabem como isso funciona. Isso é tipo a receita do bolo da Google. É o ingrediente secreto que faz a Google ser aquilo que é. Mas a boa notícia é que eles dizem como as coisas funcionam, de uma forma fácil de entender. Quer saber o que diz o Google? Simples. os melhores sites são os que melhor respondem às perguntas que as pessoas colocam! Cada pergunta tem imensas respostas possíveis. O que o Google faz é perceber qual a melhor forma de responder àquela pergunta em concreto, para aquela pessoa em particular. Então, ordena os resultados, de acordo com todos os parâmetros que têm, analisa todos os sites catalogados, e apresenta as respostas, por ordem.

O seu site, para poder ser apresentado nos resultados das pesquisas, precisa de ter uma boa resposta para uma pergunta que as pessoas coloquem. Isto deve ser feito de forma honesta, sincera e verdadeira. Quer saber a técnica? Simples: coloque-se no lugar de quem visita o seu site. Gostou do que leu? Aprendeu? É fácil de perceber? É assim que funciona.

Mas, o que são conteúdos?

Em termo de Internet, conteúdo é tudo o que está dentro do website e que é apresentado ao visitante, que não faça parte da estrutura do site. Ou, de forma mais simples, conteúdos são os textos, as imagens e os vídeos dos websites, que são criados para informar ou entreter os seus visitantes. Os conteúdos devem ser informativos, relevantes, adequados ao público-alvo do site. Os conteúdos devem ser aquilo que motiva a própria existência das páginas.

Mas… o que têm os conteúdos que ver com a resposta à pergunta inicial, de “como funciona a Internet”? Justamente por aquilo que escrevi no parágrafo anterior. Porque a Internet existe porque tem conteúdos. A internet existe por três motivos:

  1. Para informar;
  2. Para entreter;
  3. Para interagir.

Quando eu coloco uma pergunta, ou seja, quando procuro ser informado, eu quero uma resposta, certo? Pois bem, a resposta é invariavelmente, um conteúdo. Concorda?

Quando eu quero entretenimento, passar tempo, ler algo que agrade, ver fotos, ver vídeos, ouvir músicas… eu estou a consumir conteúdos. Porque, como disse atrás, os textos, as fotos, os vídeos e as músicas são conteúdos.

Por fim, quando eu estou a interagir com outras pessoas, eu estou a produzir conteúdos. Além disso, o próprio local onde é realizada a interação social, como seja o Facebook, o Linkedin, o Instagram está carregado de… conteúdos. Produzidos por outras pessoas como você. Você frequenta uma rede social porque gosta dos conteúdos que encontra nessa rede. Sejam eles as fotos dos gatos no sofá partilhadas pela sua irmã ou um texto sobre a geração dos neutrinos partilhado por um professor amigo seu.

Assim, a resposta para a forma como a Internet funciona é só uma: saber que conteúdos as pessoas querem consumir.

Como saber quais os conteúdos que são melhores?

Quais os conteúdos que as pessoas querem consumir? Mesmo sabendo que cada um de nós é diferente: há muitas coisas que você têm em comum com milhões de outras pessoas. E há também coisas que você têm em comum com apenas alguns milhares de outras pessoas. E, por fim, há outras coisas que você tem em comum com poucas pessoas.

Aquilo que você quer partilhar com o mundo, no seu website, é aquilo que você tem para dizer, informar, ou oferecer a um grupo de pessoas. Esse seu conteúdo é tanto melhor, se quiser, quanto mais relevante e útil for para o grupo de pessoas ao qual se destina. Não existe uma regra que sirva para todos os tipos de conteúdos, pois todos os públicos têm interesses diferentes, expectativas diferentes.

Mas há formas de perceber um pouco melhor quais os conteúdos mais adequados ao seu público. Aqui tem algumas dicas:

  • Uma boa forma de perceber se o seu site tem um bom conteúdo é usar o senso comum! Como pode calcular, o que interessa a crianças de oito anos não é o mesmo tipo de material que vai agradar a engenheiros. Analise bem qual o seu público-alvo, com o maior detalhe possível. Pode ler este artigo, para perceber melhor como definir o seu público.
  • Pode pedir a opinião do seu público, directamente. Simples como isso. A forma de o fazer é tão simplesmente: perguntar ao seu público o que querem eles que o seu site ofereça. Como? Pode simplesmente perguntar directamente a alguns dos seus clientes, que correspondam ao seu cliente tipo. Pode endereçar emails a clientes. Pode perguntar na sua página da rede social…
  • Outra forma é ver o que a sua concorrência está a fazer. Seguramente que já viu aguns sites de concorrentes seus. Pode inspirar-se neles para perceber o que fazr. Mas não se fique apenas pelos sites nacionais, de empresas que conhece. Vá mais longe: veja os sites dos seus concorrentes em outros países, como Espanha, Estados Unidos, Brasil. Inspire-se no que as empresas mais importantes do seu sector, a nível internacional, estão a fazer. Isso até lhe permitira estar à frente dos seus concorrentes.
  • Por fim, sugiro que visite forums e blogues do seu sector de actividade. Veja quais as questões que as pessoas mais procuram ver respondidas. Conheça as queixas do seu público, que se expressa nos forums com mais liberdade do que possivelmente faria se você perguntasse directamente.
  • Peça-me um Estudo de Conteúdos para Websites. O Estudo de Conteúdos é uma ferramenta que permite determinar qual o seu público, quais as suas preferências em termos de conteúdos, quais os conteúdos que permitem maior engajamento, maior interacção, mais resposta. Permite ainda perceber de forma concreta o que os seus concorrentes estão a fazer, e dá-lhe indicações claras do que está a ser utilizados eficazmente em outros mercados. Pretende saber mais? Contacteme!

Aqui ficaram várias ideias que poderão ajudar a construir um website com melhores conteúdos para os seus visitantes. No caso de ainda assim precisar de ajuda, estou disponível para lhe prestar todo o apoio que considerar necessário!

Partilhar:

Deixe um comentário